Hipocrisia? Cármen Lúcia diz que governo tem que ser honesto, e o Temer?

O deputado estadual Rogério Correia (PT) criticou a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, que, em palestra a estudantes da Universidade de Brasília (UnB), afirmou que “todo governo só é legítimo se for honesto”.


O parlamentar reforçou que “Cármen Lúcia fala na Globo de governo honesto, depois de receber em sua residência o ladrão presidente golpista”. “Ainda bem que 90% do povo sabe que a Justiça é para os ricos e seus políticos”, disse ele em sua conta no Facebook. “Moro vai aos EUA tirar foto com Dória, em quem gostaria de votar”, acrescentou.

Correia cobrou da Justiça mais rapidez nos processos contra tucanos e criticou a falta de denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) no mensalão do PSDB mineiro.”A Justiça é tucana, tardia e falha.

Enquanto Azeredo, defunto político, é entregue como troféu após 20 anos de crime cometido, Aécio Neves fica livre para gastar o fruto da propina (o STF negou ontem o bloqueio de R$ 7,3 milhões do senador e de sua irmão Andréa). No mensalão tucano sequer Aécio foi denunciado, mesmo tendo recebido meio milhão de reais, em valores atualizados”, continuou.


O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo, condenado em segunda instância no mensalão tucano, é considerado foragido da Justiça pela Polícia Civil mineira. A expectativa era que o tucano se apresentasse em uma delegacia da zona sul de Belo Horizonte até às 10h da manhã desta quarta-feira (23), o que não aconteceu.

Correia também criticou encarceramento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, segundo o parlamentar, “permanece preso como inocente por uma obra que nunca foi feita em um apartamento que nunca foi dele”.

Com informações de Brasil 247.