Temer alimenta ratos do Congresso para garfar sua aposentadoria

Michel Temer decidiu comprar parlamentares, ruralistas e empresários com perdões tributários para conseguir aprovar a reforma que mexe nas aposentadorias dos brasileiros.


Por Fernando Brito, editor do Tijolaço:  O governo brasileiro é o falido mais perdulário do mundo.

Regista o UOL que, além do prejuízo de R$ 3o bilhões no osso, com anistias, Temer concedeu uma eternidade (200 meses, ou 17 anos).

No ano da graça de 2035.

E para os governos dos estados, promete repassar maior parcela dos impostos, para ajuda-los a sair da penúria.

Temos também os R$ 10 bilhões do Funrural, a emendas parlamentares a rodo, uma festa.

Tudo para economizar, claro, com os aposentados, atuais e futuros, se ainda houver aposentados no futuro.

É impressionante como se perdeu a vergonha na cara neste país.

O presidente da República virou um Silvio Santos com mesóclise, a perguntar quem quer dinheiro em troca de um voto popular.