Monica Iozzi abre o jogo do processo e mostra a vergonha que é Gilmar Mendes

Após receber um processo do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes, a atriz Monica Iozzi falou sobre o caso em entrevista no programa “Conversa com Bial” da última quarta-feira, 12.


Em outubro de 2016, ela foi condenada a pagar R$ 30 mil de indenização a Mendes por calúnia e difamação devido um post no Instagram.

Leia também: Monica Iozzi é condenada a indenizar ministro Gilmar Mendes
“O ministro Gilmar Mendes deu um habeas corpus para um médico chamado Roger Abdelmassih, que foi condenado a mais de 100 anos de prisão por ter mais de 40 estupros comprovados. Ele era um médico que se aproveitava das pacientes enquanto elas estavam sedadas”, diz Iozzi.

O caso do ex-médico repercutiu em todo o país. Depois de um embate na justiça para deixá-lo cumprir prisão domiciliar ou não, o STJ decidiu por mantê-lo em casa. Abdelmassih foi condenado a 181 anos de prisão por 48 estupros de 37 pacientes.

Na época, Mendes concedeu um habeas corpus ao ex-médico, e Monica Iozzi comentou a decisão em seu Instagram: “Se um ministro do STF faz isso… nem sei o que esperar”, escreveu ela. Na foto, aparece o ministro e uma legenda onde se lê “cúmplice?”.

Ela disse que ficou indignada ao saber da decisão, já que não apenas é mulher assim como as vítimas de Abdelmassih, mas também porque vários casos de estupro estavam no noticiário. “Eu não me contive”.

Iozzi contou também que, do início até a condenação, Mendes propôs acordos. “Ele propôs que eu tirasse o post que fiz e fizesse um novo, de retratação, me desculpando pelo que eu havia feito”. Ela recusou.

“Tem algumas coisas que, se você tem certeza, então vai até o fim”, afirmou. “Eu tenho direito, como cidadã, de questionar sim a decisão de um ministro”.

Confira o vídeo:

Com informações de Catraca Livre.