Brasil à beira do precipício. Apenas o povo pode virar esse jogo

Somente sobre alguns jogadores no momento.

Temer é jogador, está jogando em manter o mandato de Aécio, e com essa jogada evita que o PSDB se posicione a favor do Impeachment, que seria sua expulsão de campo.


Continue lendo “Brasil à beira do precipício. Apenas o povo pode virar esse jogo”

O único crime político hediondo no Brasil é a “pedalada fiscal”. Todos os outros são permitidos

O título e a reflexão abaixo é inspirado em um tweet de Paulo Coelho que você pode ver aqui.

Desde que Mário Covas chegou ao governo paulista, o PSDB botou o pé no erário e não largou mais. No Governo FHC, as mutretas eram tantas e públicas que cita-las todas levaria pelo menos 45 anos.


Continue lendo “O único crime político hediondo no Brasil é a “pedalada fiscal”. Todos os outros são permitidos”

Os ministros estão nus: surdez seletiva escancara farsa pública do TSE

The Intercept Brasil – APESAR DA ENXURRADA de provas, Michel Temer sai impune do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral e poderá continuar com sua brilhante atuação presidencial. O desfecho até que era previsível. O que se poderia esperar de sete figuras de capa preta reunidas num porão para julgar a vampiresca figura de Conde Temer?


Continue lendo “Os ministros estão nus: surdez seletiva escancara farsa pública do TSE”

Comentário do ministro Admar Gonzaga é a prova de que a nossa Justiça é um circo

O ministro Herman Benjamin, relator do processo que pede a cassação de Michel Temer, disse que não seria possível que os candidatos não tivessem conhecimento de montantes dinheiro entrando na conta corrente.

Sociedade ainda guarda cicatriz do impeachment de Dilma, diz Barroso

o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso afirmou nesta segunda-feira (29/5) que a sociedade brasileira ainda guarda cicatriz do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e está dividida por causa do processo.


Continue lendo “Sociedade ainda guarda cicatriz do impeachment de Dilma, diz Barroso”

Temer e Aécio viram pó. Globo derrubou Dilma para pôr um ladrão no Planalto

Por Miguel do Rosário – Vazamentos divulgados hoje dão um ponto final no governo Temer, no PSDB e desmoralizam totalmente o impeachment, a mídia, a Lava Jato e, em particular, Sergio Moro.

Reproduzo abaixo as duas notícias que mudam completamente a conjuntura política nacional e desmascaram os golpistas: um bando de corruptos que derrubaram uma presidenta honesta.


Continue lendo “Temer e Aécio viram pó. Globo derrubou Dilma para pôr um ladrão no Planalto”

Doria, que hoje corta ponto, defendeu greve geral contra Dilma

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que vai descontar o dia do trabalhador da Prefeitura que aderir à greve geral desta sexta-feira 28, que ocorrerá em protesto contra as reformas do governo Temer, que prejudica os direitos históricos dos trabalhadores.


Continue lendo “Doria, que hoje corta ponto, defendeu greve geral contra Dilma”

Deltan Dallagnol liga impeachment a tentativa de barrar Lava Jato

Em um livro em que conta os bastidores do funcionamento da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF), o procurador da República Deltan Dallagnol liga o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) a uma tentativa de barrar o avanço das investigações. Na passagem, o procurador resgata a divulgação das gravações entre o delator Sergio Machado e o senador Romero Jucá (PMDB).


Continue lendo “Deltan Dallagnol liga impeachment a tentativa de barrar Lava Jato”

O Brasil sob a ditadura Globo-Lava Jato

É difícil aceitar a dolorosa realidade, mas o Brasil está, efetivamente, sob um regime ditatorial. O golpe de 2016 e o regime de exceção evoluíram para a ditadura jurídico-midiática da Rede Globo com a Lava Jato e setores da PF, judiciário e STF. Assim como na ditadura instalada com o golpe de 1964, a engrenagem desta ditadura também contou com a participação decisiva da Rede Globo.


Continue lendo “O Brasil sob a ditadura Globo-Lava Jato”

Ex-diretor da Odebrecht ameaçou Dilma para frear Lava Jato e disse que ia derruba-la

A matéria, hoje, no Congresso em Foco, na qual o ex-diretor da Odebrecht João Nogueira diz que o empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo, fez ameaças a Dilma Rousseff para tentar frear as investigações da Operação Lava Jato, é mais um sinal de que há, entre a empresa e o PT uma relação de ódio, não de cumplicidade como se transmitiu à opinião pública.


Continue lendo “Ex-diretor da Odebrecht ameaçou Dilma para frear Lava Jato e disse que ia derruba-la”