Ministro da Justiça diz que comandantes de batalhões da PM são sócios do crime organizado no RJ

Em meio à crise na segurança pública no Rio, o ministro da Justiça, Torquato Jardim, pode acirrar os ânimos no governo do estado. Segundo o site UOL, Jardim disse que comandantes de batalhões da PM “são sócios do crime organizado no Rio”. Ainda de acordo com o UOL, ele considera que o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, e o secretário de Segurança, Roberto Sá, “não controlam a Polícia Militar”.


Continue lendo “Ministro da Justiça diz que comandantes de batalhões da PM são sócios do crime organizado no RJ”

Efeito Moro? Desembargador gaúcho comete ato de terrorismo jurídico

Como a comunidade jurídica reagirá à decisão do desembargador gaúcho, onde, em embargos de declaração, manifestou agressivo ataque à advogados e defensores públicos?


Continue lendo “Efeito Moro? Desembargador gaúcho comete ato de terrorismo jurídico”

Ação que correu em segredo de justiça mostra que Zucolotto não é apenas amigo de Moro

A coluna Mônica Bergamo desta terça-feira informa que o advogado amigo de Sérgio Moro Carlos Zucolotto Júnior renunciou à defesa que fazia do procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, da Lava Jato, em um processo trabalhista, hoje no Superior Tribunal de Justiça.


Continue lendo “Ação que correu em segredo de justiça mostra que Zucolotto não é apenas amigo de Moro”

Com habeas corpus negado, Rafael Braga estaria preso se fosse filho de desembargadora?

Por 2 votos a 1, Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negou o habeas corpus a Rafael Braga, neste terça-feira (8). A desembargadora relatora Katya Monnerat e o revisor Antônio Boente votaram pela manutenção da prisão, já o desembargador Luiz Zveiter votou a favor pela liberdade do rapaz.


Continue lendo “Com habeas corpus negado, Rafael Braga estaria preso se fosse filho de desembargadora?”

Gilmar e Temer articulam parlamentarismo para garantir o poder aos corruptos

Por Joaquim de Carvalho – Um dia depois do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, postar no Twitter uma foto com um livro sobre parlamentarismo, a Folha publica reportagem sobre o tema e crava que a mudança de sistema de governo voltou ao debate.


Continue lendo “Gilmar e Temer articulam parlamentarismo para garantir o poder aos corruptos”

Sydney Sanches, ex-presidente do STF afirma que sentença de Moro é vulnerável

As provas juntadas na construção da sentença de 238 páginas e 962 tópicos do juiz Sergio Moro, da 13ª Vara de Justiça Federal, serão fundamentais para que o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) confirme ou não a pena de nove anos e meio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A opinião é de ex-ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), STJ (Superior Tribunal de Justiça) e da Justiça ouvidos pelo UOL, além de juristas e de um ex-procurador-geral da República.


Continue lendo “Sydney Sanches, ex-presidente do STF afirma que sentença de Moro é vulnerável”

Ao condenar Lula sem provas, Moro escreve o último capítulo de uma farsa

A condenação de Lula por Sérgio Moro parece uma notícia velha. Ou a antinotícia.

Na definição clássica, notícia é quando o homem morde o cachorro. Quando o cachorro morde o homem, não é notícia. Moro condenar Lula é algo equivalente ao cachorro morder o homem – é o normal.

Surpreendente seria a absolvição do ex-presidente na Vara de Curitiba. É que Moro se colocou como parte nesse processo e foi visto assim por seguidores, por adversários e pela mídia.


Continue lendo “Ao condenar Lula sem provas, Moro escreve o último capítulo de uma farsa”

MPF pede para Justiça arquivar inquérito contra Lula na Lava Jato por falta de provas

O procurador da República Ivan Cláudio Marx afirmou que o ex-senador Delcídio Amaral pode ter citado o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na tentativa de atrapalhar as investigações da Operação Lava-Jato com o objeto de aumentar seu poder de barganha e, assim, ampliar os benefícios da delação premiada negociada com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Para Ivan Marx, a palavra de Delcídio, que teve seu acordo homologado no Supremo Tribunal Federal (STF), perde credibilidade.


Continue lendo “MPF pede para Justiça arquivar inquérito contra Lula na Lava Jato por falta de provas”

A diferença absurda da justiça. Uma para Vaccari e outra para o primo e irmã de Aécio

João Vaccari Neto foi condenado pelo juiz Sergio Moro a mais de 15 anos de prisão (após ficar 2 anos e 2 meses preso), mas foi absolvido após recorrer da decisão.  Enquanto isso, a primeira turma do STF, um mês depois da prisão, garantiu a liberdade de primo e irmã de Aécio, mesmo com provas robustas de corrupção.


Continue lendo “A diferença absurda da justiça. Uma para Vaccari e outra para o primo e irmã de Aécio”

Os ministros estão nus: surdez seletiva escancara farsa pública do TSE

The Intercept Brasil – APESAR DA ENXURRADA de provas, Michel Temer sai impune do julgamento no Tribunal Superior Eleitoral e poderá continuar com sua brilhante atuação presidencial. O desfecho até que era previsível. O que se poderia esperar de sete figuras de capa preta reunidas num porão para julgar a vampiresca figura de Conde Temer?


Continue lendo “Os ministros estão nus: surdez seletiva escancara farsa pública do TSE”