A prisão em segunda instância e a advocacia-não-medíocre

Relato de um advogado Latino Americano, com o propósito de não ser medíocre: Quando entrei para os quadros da Ordem dos Advogados do Brasil, jurei exercer a advocacia com dignidade e independência, defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado Democrático, os direitos humanos, a justiça social, a boa aplicação das leis e ainda, defender o aperfeiçoamento da cultura e das instituições jurídicas.


Continue lendo “A prisão em segunda instância e a advocacia-não-medíocre”